segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Repertoir comenta sobre Ryze e Ghostcrawler responde Ask.fm



Quando questionado sobre os nerfs que nosso smurf recebeu no 5.14, Repertoir comentou:


"Quais os planos para esse campeão? Ele está fraco e não é nem um pouco divertido de jogar no presente estado."


"O grande problema do Ryze é que ele parece ser fraco, mas apenas parece. Um jogador com 100 jogos, top tier de Ryze consegue jogar muito bem e simplesmente domina os jogos com esse campeão, mas para grande parte dos jogadores isso não acontece.

Estamos trabalhando gradativamente em algumas mudanças que podem diminuir esse espaço de tempo e experiência que um jogador precisa para ser bem sucedido com ele, mas essas mudanças vão chegar apenas em alguns bons patches a frente."


Ask.fm - Riot Ghostcrawler


1) Qual a melhor forma de balancear certos cenários...? Por exemplo, um campeão que está causando o terror com Devorador e estragando os jogos. Vocês normalmente preferem nerfar o campeão ou o item?

"Isso depende de qual elemento é o real problema. Se o item é o problema, então vamos no item. Se o item parece estar balanceado e apenas alguns campeões são porcos por usar o item, então vamos nos campeões.

No geral tentamos fazer o menor número de alterações possíveis. Não por preguiça, mas se uma mudança pode gerar 20 bugs ou influenciar mais de 20 campeões, então essa mudança pode não ser a melhor solução."


2) Você disse a um tempo atrás que as definições de quais são as fraquezas da Quinn são tão ridiculamente indefinidas que o papel dela dentro de uma partida é super irrelevante. Então as fraquezas de um campeão é o maior critério para definir o papel dele dentro do jogo?

"Quando pensamos em um campeão nós focamos em quatro elementos:

  • Interações inerentes: são pequenas características que um jogador precisa masterizar para ser realmente bom com um campeão, como/quando apanhar ou não os machados do Draven e disparos de precisão no geral. Por muito tempo focamos mais nesse elemento que nos outros.=
  • Interações externas: aqui nós focamos em dar ao campeão formas para interagir com o seu time e o time inimigo, fazendo com que os campeões seja únicos. Por exemplo, Tahm pode engolir seus inimigos, Ekko pode voltar no tempo, etc. Mesmo que você não conheça o campeão, todos podem saber como lidar com ele ao ter acesso a esse tipo de informação.
  • Complexidade estratégica: interações como investida dividida (split-push), wombo combo ou proteger X campeão são exemplos do que procuramos inserir nos campeões. São forças que você precisa pensar quando compõe um time. Nem todos os campeões servem para qualquer composição.
  • Fraquezas: todos as classes de campeões tem alguma fraqueza. Colossos, por exemplo, são devagar, ADCs são frágeis, etc. Os campeões possuem fraquezas que vão além das genéricas citadas, pois isso concede possibilidade para contrajogo, é necessário estudo para jogar contra determinado campeão e torna difícil a decisão de substituí-lo ou não em uma composição. Normalmente quando queremos nerfar um campeão, nós tentamos elevar e expor ainda mais as fraquezas dele e não retirar poder daquilo que torna ele único e forte para uma determinada tarefa."


3) Como vocês decidem que um campeão é OP? Isso vai muito além da taxa de vitórias, não?

"Sim! Mesmo levando em conta a taxa de vitórias, nós incluímos o nível de habilidade e taxa de vitórias de todas as regiões. Também levamos em conta a taxa de vitórias de um jogador que acabou de começar a jogar com um campeão e os jogadores que já possuem mais de 100 jogos com o mesmo campeão. Além disso também levamos em conta a frequência com que o campeão é escolhido ou banido, a diversidade de campeões em jogos, os patches lançados, alterações que possam modificar o balanceamento como o conserto de bugs ou um novo item e vários outros critérios que não lembro no momento.

Mesmo assim, os dados não nos dizem quando e se devemos nerfar ou buffar um campeão. Os dados apenas indicam que existe problemas e que devem ser debatidos para sabermos a melhor forma de resolve-lo."


4) Você acredita que um dia será possível começar uma smurf no nível 30? Querendo ou não é um inferno de chato upar do 1 ao 30.

"Quando um jogador que criar uma smurf é por conta de um dos dois motivos (de acordo com que a própria comunidade diz): eles querem poder jogar com os amigos ou estão entediados e querem algo para fazer. Acredito que vender ou tornar fácil de mais a aquisição de uma conta nova no nível 30 vai deixar o jogador ainda mais desmotivado.

Também concordamos que o processo de up de uma conta é muito chato, mesmo o up da primeira conta. Estamos trabalhando para resolver esse problema."


Fonte: Surrender at 20
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial